Onde Guardo As Bobagens Que Eu Contava Só Para Você?

Hoje é dia de falarmos sobre poesia, isso mesmo! Tenho em minhas mãos um exemplar belíssimo que recebi da autora @marciadovalleescritora com o título:  Onde guardo as bobagens que eu contava só para você?


Autor: Marcia do Valle

Gênero: Poesia

ISBN: 978-85-54937-80-5
Páginas: 115
ano de edição: 2019
Editora: Adelante





Sinopse: 
                                                                                                  
Onde guardo as bobagens que eu contava só para você?”. Márcia do Valle traduz os assuntos que eram compartilhados no cotidiano a dois em textos recheados de saudade, amor, tristeza e outros sentimentos que povoam a vida de cada leitor. O livro traz reflexões, questionamentos e constatações na forma de uma antologia de textos curtos e intimistas que ora soam como um desabafo, ora como um chamado, cruzando caminhos tanto da vida a dois, quanto do individualismo de cada um.

Resenhando | Onde Guardo As Bobagens Que Eu Contava Só Para Você?

A cada página nos deparamos com momentos, bem comuns, descritos com profundidade questionando situações e nos levando as reflexões que por vezes negamos a fazer pela comodidade. Os textos em forma de antologia são curtos, intimistas e ao mesmo tempo graciosos. Sabe aquele livro que ele por si só pode se descrever? Pois bem...

#Será
No caminho para a praia, ficava uma floresta encantada, formando um tapete amarelo com pontos vermelhos. No caminho para a floresta, ficava a trilha onde só era permitido pisar nas pedras pretas, nunca nas brancas. Mas o sonho nunca foi feito de pedras pretas ou brancas, e sim de pedras amarelas que levam a Oz. No caminho para o sonho, ficava o sono , a vontade, a imaginação e a saudade, tudo junto e misturado, quase como numa letra de funk.  No caminho para os sonho, ficavam as horas... 

#Fim
Acabou. Alguém precisa dizer isso em voz alta. Que seja em paz, com respeito, guardando na forma de saudade tudo de tão bacana que a gente viveu. Que seja triste, muito triste, por tudo o que a gente não vai viver e que poderia ser melhor ainda. Que seja sereno e controlado, e essa minha vontade de gritar e chorar só transborde quando eu ficar sozinha e o videogame escrever: game over.

#saudade
Uma música, uma paisagem, um chocolate. Às vezes alguma coisa me distrai e esqueço que tudo ficou para trás. Então parece que daqui a pouco você vai me mandar uma mensagem de bom dia. Uma foto sua depois de cortar o cabelo. Um emoji de coração gigante. Ou um meme bobo. Mas a música emenda em outra, a paisagem muda, o chocolate termina, e volto para a realidade, onde há vários espaços vazios que eram ocupados por você.

O livro é dividido entre sentimentos e situações que durante o percurso da nossa vida estão diante de nós: #será? (Dúvidas e incertezas); #Felicidade; #Fim; saudade.


Então se você é sensível e não foge das reflexões, esta é uma bela indicação lançada pela editora @editoraadelante com 115 páginas. A leitura é muito rápida e acompanhada com um chocolate quente... é tudo de lindo.






Márcia do Valle é carioca e escritora. Escrevendo desde pequena, Márcia começou a divulgar seus textos em seu blog soltanomundo. A partir daí, suas palavras começaram a invadir o espaço virtual e, atualmente, podem ser encontradas no instagram @marciadovalleescritora e em diversos sites. Autora do romance 180 Graus (Editora Marco Zero) e da antologia "Onde guardo das bobagens que eu contava só para você?"' (Editora Adelante).

Um comentário

  1. Que bacana eu gosto bastante de poesia, adoro livros.Abraços e bom final de semana.

    ResponderExcluir